Haters Back Off: a pior produção da Netflix?

Haters Back Off, assim como Chewing Gum, é mais uma série original da Netflix que não teve grande alarde entre a mídia e o público. Com a primeira temporada lançada em outubro do ano passado, mas ainda muito desconhecida, “ostenta” o título de Pior Produção da Netflix em 2016. Fato esse que descobri somente mais pro final da série. Mas será que ela é tão deplorável assim?

O principal problema é a falta de empatia da protagonista Miranda Sings (Coleen Ballinger),  uma garota sem talento (e sem noção) que tenta a todo custo se tornar famosa com ajuda do seu tio Jim (Steve Little). Sua família é formada ainda pela mãe Bethany (Angela Kinsey) e sua irmã mais nova Emily (Francesca Reale), a única que se salva.

hatersbackoff

A busca pela fama, que gira em torno de um plano com 5 passos, tem start com a publicação do seu primeiro vídeo no Youtube. É a partir dele que vemos Miranda tomando atitudes extremamente egoístas e burras para mostrar ao mundo todo seu talento (ou melhor, a falta dele).

É interessante ver os caminhos que a personagem vai tomando após cada tentativa frustrada para se tornar uma celebridade. Ela acredita tanto que nasceu para o sucesso, que não consegue compreender sua impopularidade. Miranda tenta de tudo nos oito episódios: ficar famosa como cantora no Youtube, participar do coral da igreja, ser atriz de peça da Broadway e até mesmo mágica. Temos uma protagonista mimada inserida em contextos irreais demais para se criar qualquer apego pelo sonho dela.

Ao longo da temporada, podemos ver também Miranda descobrindo seu primeiro amor e sua relação complicada com a irmã. São cenas curtas com leves nuances dramáticas que nos apresentam uma outra perspectiva da série. Um salve para Patrick (Erik Stocklin) que faz muito bem seu papel de amigo apaixonado!

Haters Back Off

Voltando para os furos da série, temos um roteiro que aposta em um humor apelativo, que fica longe de ser engraçado e uma personagem caricata. A voz nasalada e o batom vermelho exagerado fizeram Coleen famosa no Youtube, mas não foram suficientes para reproduzir o mesmo sucesso na Netflix.

Apesar da temática ser bastante atual, afinal milhares de jovens buscam a fama e a riqueza através do Youtube, a série deixa muito a desejar. O final previsível acendeu o alerta: qual será o rumo que a história vai seguir na segunda temporada (já confirmada)? Será necessário muito fôlego para cativar seus fãs indecisos e reverter a situação. Eu torço para um final feliz com uma segunda temporada brilhante que nos faça esquecer da primeira. Para mim, Haters Back Off não é a pior produção, mas tem muito o que melhorar sem sombra de dúvida.  E se você tiver com um tempinho não deixe de ver:  são oito episódios de 30 minutos em média cada. Depois você me conta o que achou. 😉

haters-back-off-netflix

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s