The Walking Dead 7×1 – Review

twd1

Os produtores de The Walking Dead gostam de brincar com os espectadores, né? Pelo amor de Deus, eles adoram fazer isso. Nesse retorno da série, em seu sétimo ano, eles cansaram de flertar com o perigo. Mas o saldo final foi ótimo e gerou um capítulo tenso do início ao fim.

A sexta temporada teve bons momentos, mas decepcionou os fãs de um modo geral por deixar o gigantesco gancho sobre quem Negan teria matado com o seu bastão. A internet explodiu com a decisão de adiar a resposta para a próxima temporada. Ou seja, as expectativas para o que foi assistido hoje a noite eram as maiores e melhores possíveis. O risco de decepcionar era enorme, mas se acertassem a mão e surpreendessem, tudo valeria a pena.

ALERTA DE SPOILER

Antes de mais nada gostaria de reforçar que esse post conterá spoilers. Então se você ainda não assistiu a série ou não quer ter a sua experiência estragada, recomendamos que procure outro texto do site para ler.

O episódio começou, aparentemente, onde o anterior terminou. Após Negan bater com o bastão na cabeça do escolhido até não sobrar nada além de miolos.  Até ai, não sabemos quem foi o escolhido. O vilão logo identificou em Rick uma energia e disposição para se opor a ele. Notou que mesmo após matar cruelmente alguém da sua equipe, ele ainda insiste em repetir que o matará.

twd3

Negan leva Rick para uma volta no trailer. O momento serve para deixar registrado quem é que manda. Enquanto Negan humilha o líder de Alexandria, Rick tenta continuar vivo e “mastigar” todas as terríveis mudanças que ocorreram na sua vida em questão de algumas horas.

Enquanto isso o episódio é recheado de flashbacks. Ali pelos 20 minutos finalmente é revelado quem morreu no final da temporada passada: Abraham. Isso mesmo, o ruivinho bateu as botas. Uma saída muito fácil para os produtores. Um personagem que já tinha confidenciado a alguns episódios o desejo de morrer. Que já foi pra banha nos quadrinhos. E que não tem lá um carisma tão grande com o público. Até ai, só decepção.

Para todos os efeitos, esses 20 minutos foram uma enrolação para esticar mais ainda o mistério sobre quem havia morrido e segurar a audiência. Só que, só que, meus amigos, a porra toda muda! Um pouco após matar Abraham, enquanto dá o discurso de que quem manda ali é ele, que todos lhe responderão de agora em diante e que tudo mudou, ele faz outra vitima, sem anunciar.

twd-2

Negan pega Lucille (como ele carinhosamente chama o seu bastão) e DO NADA começa a massacrar a cabeça de Glenn. A cena é tão surpreendente quanto nos quadrinhos. Fiel em um nível absurdo. Todos os detalhes, desde o olho saltado da cara até a balbuciação são tiradas dos quadrinhos.

Com o espectador ainda sem folego, sem entender o que estava acontecendo ou porque estava acontecendo, a série vai ainda mais longe. Após o passeio no trailer, Negan chega a conclusão de que Rick ainda não entendeu a gravidade da situação. Ele ainda não sacou que é o seu cãozinho de estimação.

O novo antagonista chama o Carl, amarra o seu braço com um cinto, como quem deseja estancar um sangramento, pega uma caneta, faz uma marcação e pede para o Rick cortar fora o braço do filho. Ele tem duas opções: cortar o braço ou não cortar, mas então todo mundo vai morrer. É uma sequência de cenas de tirar o fôlego. Se não fossem os intervalos no meio disso tudo, certeza que teria fã infartando.

Rick reluta. Implora. Se humilha. Mas Negan está decidido, o garoto perderá um dos seus braços. Mas quando Grimes toma coragem e decide amputar o filho, Negan o impede. Ambos trocam olhares e finalmente o vilão sorri. Era esse olhar de desespero, de quem não tem mais esperança, de quem foi domado, que ele queria ver na cara de Rick.

Carl é poupado. Eles são informados que em breve receberão visita em Alexandria para recolher o preço pelas suas vidas. Os sobreviventes estão livres para enterrar seus mortos. A exceção é Daryl, por ser durão, foi levado junto sob a promessa de ser devolvido em “prestações“. Cada visita deles contará com uma parte de Dixon.

Ufa, finalmente acabou. Um episódio para nenhum fã da série esquecer. Glenn era um dos poucos personagens que estão no programa desde o início. Agora os únicos presentes em todas as temporadas e que ainda estão vivos são: Rick, Carl, Daryl e Carol.

O episódio além de ser muito bem conduzido (a enrolação do início se justificou com a reviravolta de dois mortos), também pode representar um marco para a série. Um retorno à fidelidade. Abraham que também já morreu nos quadrinhos, se junta na “terra dos pés juntos”. E a hipótese de termos um braço mutilado é outra clara referência ao Rick das HQs, que ainda na época do Governador, lá na prisão, teve sua mão arrancada.

Destaco a bonita e comovente cena em que vislumbramos um futuro alternativo que nunca acontecerá, onde todos estão felizes, juntos e almoçando em um domingo. Na ponta da mesa etá Glenn, com seu filhinho oriental no colo. Uma cena que não acrescenta nada, mas que reforça como o mundo é desesperador.

twd4

Ver Negan em ação traz uma alegria sem fim. Jeffrey Dean Morgan conseguiu captar toda a essência do personagem. E é bom ver ele sendo bem escrito. Após a monstruosidade que fizeram com o Governador, onde estragaram um dos maiores vilões do programa, fiquei com o pé atrás com o novo antagonista. Mas para a minha felicidade, resolveram ser fieis na adaptação.

Agora é torcer para que novamente esse primeiro episódio da temporada não seja uma exceção, que a qualidade agora possa perdurar durante todos os episódios. Com o novo status de Alexandria e as recentes mortes, teremos muito conteúdo para ser desenvolvido entre os personagens.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s